O Departamento de Segurança Interna do Estados Unidos (DHS Department of Homeland Security) detectou que algumas bombas de infusão da marca Hospira , apresentam uma vulnerabilidade que permite o acesso remoto e não autorizado aos parâmetros de funcionamento do equipamento.
Até o momento não foi relatado nenhum incidente relacionado a esta vulnerabilidade. Representantes da Hospira declararam que o acesso remoto  não permitiria a mudança nos parâmetros de dosagem que só podem ser alterados localmente pelo médico ou enfermeiro.
O FDA (U.S. Food and Drug Administration) liberou um Comunicado de Segurança sugerindo:

  • Desconectar da rede de dados os produtos afetados;
  • Assegurar que as portas de comunicação de dados do equipamento que não estão sendo usados estejam fechadas para acesso remoto;
  • Monitorar o trafego de rede verificando tentativas de acesso ao equipamento via Porta 20/FTP, Porta 23/Telnet e Porta 8443. Contactar o suporte técnico da Hospira para mudança da senha padrão usada para acesso da Porta 8443 ou fecha-la.

Segurança: acesso não autorizado de equipamentos médicos.

Vários equipamentos médicos  permitem acesso remoto para manutenção e atualização de software e podem estar sujeitos ao mesmo problema detectado nas bombas de infusão da Hospira. É muito importante os serviços de engenharia clínica estarem atentos para evitar que possíveis falhas de segurança permita o acesso remoto não autorizado destes equipamentos colocando em risco a segurança de operadores pacientes.